Contato

Venha nos fazer uma visita!!!

captcha

MENDES GOBBI ECO DESIGN
Rua Bento Gonçalves, 183. Sala 703
(Centro Executivo Pedro Xavier)
Centro | Florianópolis | SC | Brasil
Skype: mgecodesign
+55 48 3364.5177 | 9972.5177
ecodesign@mendesgobbi.com.br
Veja nossa localização no mapa:

fechar

Trabalhe conosco

captcha

MENDES GOBBI ECO DESIGN
Rua Bento Gonçalves, 183. Sala 703
(Centro Executivo Pedro Xavier)
Centro | Florianópolis | SC | Brasil
Skype: mgecodesign
+55 48 3364.5177 | 9972.5177
ecodesign@mendesgobbi.com.br
Veja nossa localização no mapa:

fechar

IDEIAS E SOLUÇÕES PARA
CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL.

Posts com a tag ‘construção civil’

  • Seminário Sustentabilidade, Sol & Água Fresca

    Publicado em 21/08/2015 por | Nenhum comentário

    E o seminário realizado pela ASBEA/SC com patrocínios da Araxá Energia Solar e da Delta Faucet Brasil aconteceu na 5ª feira passada [dia 13] no auditório do Sinduscon Grande Fpolis e foi ótimo! Tivemos diversas participações, entre elas o Cineasta Zeca Nunes PiresLuiz Fernando Scheibe, autores do documentário ‘Água Viva – O Consumo Consciente da Água‘ exibido para os participantes do evento, mostrando a necessidade de preservar o meio ambiente [recursos hídricos]; Eduardo Gervasoni apresentando a Delta, empresa que fabrica metais sanitários com o mínimo de impacto ao meio ambiente; Rodrigo Kendi Kimura apresentou a Araxá, empresa que trabalha com placas fotovoltaicas; e para encerrar a palestra de Lourenço Gimenes, arquiteto da Forte, Gimenes & Marcondes Ferraz Arquitetos [de SP] que falou sobre arquitetura e sustentabilidade.

    20150813_170324

    Rodrigo Kimura, Tatiana Filomeno, Dado Andrade, Inara Rodrigues, Mª Lúcia M. Gobbi, Eduardo Gervasoni, Vanessa Lunardelli e José Martins

    Mais fotos da participação de todos no seminário:

    E que venham mais e mais eventos assim!


  • Domingo Sustentável no 21º Salão do Imóvel/Construfair-SC

    Publicado em 29/08/2014 por | Nenhum comentário

    O seminário de sustentabilidade na construção civil, que ocorreu no início da tarde de domingo (17 de agosto), das 13h30 às 18h, no Centrosul, fechou o ciclo de palestras oferecidos gratuitamente pelo evento e trouxe à tona o debate do pensamento sustentável e por que produtos e serviços ecologicamente corretos devem ser introduzidos no setor. Comandado pela arquiteta Maria Lucia M. Gobbi e com o apoio da Ejesam, AsBea-SC, Comcap, Cepagro, Araxá Solar, Ideal Soluções Sustentáveis, Ecotelhado, Eolicom e promovido pelo Sinduscon, o Seminário contou com a presença de empresários, profissionais e estudantes do segmento da construção civil.

    A arq. Maria Lucia Mendes Gobbi ressaltou a importância de incutir o pensamento ecologicamente correto, não apenas nas construções, mas em todas as atitudes e ações realizadas pela sociedade. “Desenvolvemos este painel de atitudes sustentáveis para introduzirmos os primeiros passos desta caminhada aqui em nossa região, pois no que se refere à sustentabilidade pensamos globalmente, mas agimos localmente. Dividimos o seminário em dois momentos: a fase inicial, até o coffee break, voltada à conscientização ambiental. Já no segundo momento, após o intervalo, analisamos as ações e os projetos desenvolvidos nas técnicas construtivas sustentáveis”, disse.

    Veja mais »


  • Os verdadeiros impactos da construção civil | Energia e Água

    Publicado em 05/03/2010 por | Nenhum comentário

    Agora o texto é sobre… ENERGIA E ÁGUA

    “Hoje, aproximadamente 40% da energia mundial são consumidas pelos edifícios”, diz Scillag, explicando que o consumo energético nas edificações ocorre em dois momentos. Na etapa pré-operacional ou de energia embutida, aquela da extração e fabricação de materiais, do transporte até a obra e da construção do edifício. “Porém, a etapa em que a edificação mais consome energia é durante sua ocupação, em manutenção e demolição”, diz. O consumo de energia é diferente dependendo do setor – comercial, público ou residencial. O consumo de energia elétrica do setor residencial no Brasil é o mesmo que o consumo somado do setor público e comercial.

    Essa é uma das maiores oportunidades para construção civil mundial no combate as mudanças climáticas. No Brasil, por exemplo, as edificações consomem anualmente 44% do total de energia elétrica do País. O caminho para alcançar a eficiência energética é o investimento em projetos bioclimáticos com uso, quando possível, de energias renováveis”, recomenda. Com o  uso racional de recursos é possível reduzir entre 30% e 40% o consumo de energia e de água.

    Veja mais »


  • Os verdadeiros impactos da construção civil

    Publicado em 04/03/2010 por | Nenhum comentário

    Fundamental par971569_515476468560255_573593394_na o desenvolvimento do Brasil, setor responde por 75% do que é retirado do ambiente.  Um dos mais importantes setores da economia, a construção civil é essencial ao desenvolvimento no país, sendo responsável por mais de 2,327 milhões de empregos diretos e indiretos, de acordo com pesquisa do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e da FGV (Fundação Getulio Vargas). Em contrapartida, o setor se caracteriza como um dos que mais consomem recursos naturais, desde a produção dos insumos utilizados até a execução da obra e sua operação ao longo de décadas. No Brasil, apropria-se de 75% do que é extraído do meio ambiente.

    RESÍDUOS E CANTEIRO

    Apoderando-se dos recursos naturais, o setor é também, entre todas as atividades produtivas, o maior gerador de resíduos. Segundo Diana Scillag, diretora do CBCS [Conselho Brasileiro de Construção Sustentável], de tudo o que extrai da natureza, apenas entre 20% e 50% das matérias-primas naturais são realmente consumidas pela construção civil. Dados revelam que o volume de resíduos gerado (entulho de construção e demolição), chega a ser duas vezes maior que o volume de lixo sólido urbano. O economista e mestre em tecnologia ambiental Elcio Carelli, da empresa Obra Limpa, afirma que 60% do total de resíduos produzidos nas cidades brasileiras têm origem na construção civil. “Em São Paulo, estima-se a geração de 17 mil toneladas/dia de resíduos, sendo que 30% vêm da construção formal e o restante da informal”, diz ele. A produção de materiais de construção é, ainda, responsável por poluição que ultrapassa limites tolerados em poeira e CO2. O processo produtivo do cimento necessariamente gera o gás carbônico, um dos principais causadores do efeito estufa. Para cada tonelada de clinquer (componente básico do cimento) produzido, mais de 600 kg de CO2 são lançados na atmosfera. Junte-se o sedimento ambiental da produção de outras indústrias com o crescimento mundial da fabricação de cimento, o resultado é que a participação do insumo no CO2 total mais que dobrou no período de 30 anos, entre 1950 e 1980. Outros materiais usados em grande escala têm problemas similares. Scillag afirma que “a reciclagem é prática ideal de transformação para reduzir o volume de extração de matérias-primas, através da substituição por resíduos reciclados, redução de áreas destinadas a aterros, redução de energia referente ao processo de extração, além de possibilitar o surgimento de novos negócios”.

    E continua…

    Texto retirado da Redação AECweb .


  • Vamos construir um mundo mais sustentável?

    Publicado em 11/09/2009 por | Nenhum comentário

    A proposta deste blog é levar ao público notícias, opiniões, novidades, artigos e matérias que contribuam para o objetivo de transformar nossa paisagem urbana em uma figura menos agressiva ao meio ambiente, mais em sintonia com a natureza, causando um menor impacto destrutivo ao planeta e, ao mesmo tempo, de custo acessível, o que resume nosso conceito de sustentabilidade.

    Acreditamos que a arquitetura, a construção civil e as novas técnicas de geração e conservação de energia podem têm um papel principal nesta empreitada.

    Nós, como sociedade civil, temos um papel mobilizador não apenas na participação política em associações de bairro ou assembléias, mas também, como consumidores, onde podemos exigir produtos mais sustentáveis e apoiar com nossas compras aquelas empresas que trouxerem propostas positivas e construtivas para um mundo mais limpo e sustentável!

    Se você quiser ser um parceiro desta iniciativa, deixe um comentário!



© 2014 Mendes Gobbi Eco Design. Todos os direitos reservados.